Cesariana ou parto normal? Veja as novas regras

gravidezDesde a última segunda-feira, as regras para a realização de cesáreas ficam mais restritas no Brasil. Os planos de saúde só terão que pagar pelos procedimentos se houver uma justificativa médica para a realização da cirurgia. A gestante que, mesmo sem uma necessidade médica, optar por ter seu filho via cesariana terá que pagar pelo parto. As normas fazem parte de uma portaria do Ministério da Saúde com o objetivo de reduzir o alto número de cesáreas no Brasil.

Com a medida em vigor, os médicos terão que preencher um partograma, relatório sobre o parto que será requisitado para a efetuação do pagamento pelo plano de saúde. Em caso de cesárea, os hospitais privados serão obrigados a apresentar esse documento ao plano de saúde para que seja efetuado o pagamento.

A intenção do Ministério da Saúde é reduzir a alta taxa de cesarianas do Brasil, onde cerca de 85% dos nascimentos registrados via plano de saúde são por cesariana, quando a indicação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que somente 15% dos partos sejam por esse método. Na rede pública, a taxa de partos via cesariana chega a 40%.

(Com  informações de O Globo)

Anúncios

Gripe ou resfriado? Prevenção e cura

gripe_ou_resfriadoResfriados e gripe são mais comuns nesta época do ano. Saiba como prevenir e se curar.

Duas das principais diferenças entre a gripe e o resfriado são a febre e o estado geral do paciente. Enquanto o resfriado não costuma provocar febre (exceto em crianças pequenas), na gripe a febre é comum e costuma ser acima de 38ºC, principalmente nas crianças.

Na gripe, o paciente apresenta-se mais prostrado, com dor de cabeça e, frequentemente, com dor nos músculos e articulações. No resfriado, o paciente tem coriza, tosse e espirros, mas encontra-se mais ou menos bem disposto, apenas incomodado com estes os sintomas.

Não tome antibióticos para gripes.

Resfriados e gripes são causados por vírus, por isso antibióticos não vai ajudar. Antibióticos só funcionam com infecções causadas por bactérias. Além disso, o uso de antibióticos quando não for necessário faz aumentar o risco de elevar germes perigosos que são resistentes a drogas.

Se você estiver doente, fique em casa.

Pode não ser fácil ficar em casa um dia por causa da doença. Mas se você tem um resfriado ou gripado, você deve fazê-lo.

Se você forçar o seu corpo a funcionar quando o corpo está doente é mais difícil combater o vírus do resfriado e pode durar mais tempo. E também você também pode passar o vírus para outras pessoas.

Tratamento

Não existe nenhum remédio que cure resfriado. O tratamento é apenas sintomático, isto é, ajuda a aliviar os sintomas. Analgésicos e antitérmicos, como o paracetamol e a dipirona, são úteis para baixar a febre e acalmar outros sintomas. Já os medicamentos que contêm AAS devem ser evitados, especialmente pelas crianças.

Repouso, beber bastante líquido e lavar as narinas com soro fisiológico também são medidas que auxiliam a atravessar o período de mal-estar, enquanto o corpo se encarrega de debelar a infecção.

Os antibióticos não exercem nenhum efeito contra esses vírus. Por isso, seu uso é contraindicado nesses casos.

Recomendações

* Não culpe o frio pela incidência maior de resfriados no inverno. Isso ocorre  porque o frio interfere em alguns mecanismos de defesa das vias aéreas e porque as pessoas tendem a permanecer aglomeradas em lugares fechados e com menos ventilação nessa época do ano;

* Pense bem antes de ir à farmácia para tomar injeções contra resfriado, que são tidas como milagrosas. Elas não só são inúteis, como podem provocar efeitos colaterais indesejáveis.

Beba água. Mesmo com frio

frio_invernoAlém dos termômetros, no inverno cai também o consumo de água. O que não é nada bom. Afinal a importância do líquído para o bom funcionamento do organismo não diminui com a queda da temperatura. Por isso, os especialistas recomendam manter o consumo de, pelo menos, 2 litros diários de água.

O cuidado deve ser maior com crianças e idosos, normalmente mais propensos à desidratação.

Mas é fato que no inverno o corpo precisa de menos água que no verão, para se ter uma ideia. E quem já consome pouca água no verão, no inverno a tendência é beber menos ainda.

Uma das sugestões mais apontadas pelos nutricionistas éo consumo de chá, para quem não quer tomar água. Mas há outras fontes de hidratação: frutas como melão, melancia, laranja e abacaxi. Elas são mais ricas em líquido do que frutas típicas do inverno, como abacate, maçã e uva.

Benefícios de trabalhar em pé

working-while-standingNovas recomendações médicas podem levar a uma transformação dos escritórios no futuro. Especialistas convocados pelo Departamento de Saúde Pública da Inglaterra concluíram que o ideal é que trabalhadores de escritório fiquem em pé pelo menos duas horas durante o expediente. As novas diretrizes foram publicadas no começo do mês pelo “British Journal of Sports Medicine” .

Cada vez mais evidências científicas sugerem que passar muito tempo sentado, tanto no trabalho como nas horas de lazer, pode elevar o risco de doenças cardiovasculares e metabólicas e, consequentemente, o risco de morte prematura.

Segundo os especialistas que desenvolveram as diretrizes, fazer as pessoas ficarem de pé durante suas horas de trabalho pode ser um objetivo mais fácil de atingir do que garantir que todos comecem a se exercitar.

A ideia por trás das recomendações é que o simples fato de se levantar mais vezes durante o expediente pode ajudar as pessoas a serem mais saudáveis.

Recomendações britânicas
Com base em observações e estudos feitos sobre o tema, os especialistas que criaram as diretrizes chegaram às seguintes recomendações:
•    Quem trabalha no computador deve passar pelo menos 2 horas do expediente em atividades em pé. Esse período pode ser estendido por até 4 horas posteriormente
•    O ideal é revezar atividades sentadas com atividades em pé. Para isso, é importante ter mesas reguláveis, que se ajustem às duas posições
•    Ficar parado em pé por muito tempo pode ser tão prejudicial quando ficar sentado por muito tempo, por isso é importante revezar
•    Caminhar algumas vezes ao longo do expediente pode ajudar a aliviar dores e cansaço

(Fonte: Portal G1)

Otimismo e vida longa

otimismo

Para quem leva a vida com mais contentamento, risco de morte cai em 18%; quem é pessimista, no entanto, tem 20% mais risco de morrer precocemente, aponta estudo

O otimismo e a satisfação com a prória existência prolongam a vida. Quem é mais insatisfeito com a vida corre, de fato, mais risco de morrer rápido. É o que diz um estudo da Chapman University of Orange, na Califórnia, Estados Unidos, e publicado no periódico Psychological Science, que mostrou como uma satisfação maior com a própria vida, depois dos 50 anos, seja, de fato, ligada a um menor risco de morte.

Flexibilidade

“A satisfação com a vida pode mudar os efeitos de um eventos como divórcio ou desocupação. Algumas pessoas conseguem se adaptar de maneira mais rápida às novas situações porque parecem ter uma satisfação com a própria vida mais estável, enquanto outros não se adaptam assim rapidamente”, explica Julia Boehm, uma das pesquisadoras.

Se uma pessoa enfrenta repedidamente situações estressantes, que diminuem seu contentamento com a vida, “estas flutuações para baixo parecem ser particularmente danosas para a longevidade”, diz ela.

(Fonte: IG Saúde)

Benefícios da acupuntura

acupuntura2O que é

A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais. Criada há mais de dois milênios, a acupuntura é um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo. Consiste na estimulação de locais anatômicos sobre ou na pele – os chamados pontos de acupuntura.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a Acupuntura serve como complemento para tratamentos da medicina tradicional e inclusive, lista mais de 40 doenças em que há ótimos resultados com a utilização desta técnica, das quais podemos destacar:

•    Recuperação de AVC
•    Depressão
•    Cólicas
•    Enxaqueca
•    Gastrite
•    Artrite
•    Sinusite
•    Problemas intestinais
•    TPM
•    Rinite
•    Alergias
•    Auxilia no emagrecimento
•    Dores nas costas
•    Insônia
•    Dores musculares
•    Fibromialgia

Acupuntura dói?

A pergunta é muito comum. Mas quando o terapeuta insere a agulha na pele, o cliente pode ter uma leve “sensação de picada” ou “sensação de choque”, mas nada que gere desconforto ou impeça a prática da técnica.

Calculando a frequência cardíaca

frequencia_cardiacaCalcular a Frequência Cardíaca Máxima (FCM) é fácil.

Para encontrar a sua subtraia sua idade de 220.
Por exemplo: uma pessoa de 35 anos deve fazer o cálculo 220 – 35 = 185
Assim, a FCM de uma pessoa de 35 anos é 185 bpm (batimentos por minuto)

Para calcular as frequências determinadas nos diversos níveis de exercícios indicados nas planilhas, basta usar uma regra de três simples, sendo 185 igual a 100% da FCM.
Usando ainda o exemplo da pessoa de 35 anos:

Caminhada Rápida: média de 55% a 60% da FCM. Ou seja, 102 a 111 bpm
Trote: média de 65% a 70% da FCM. Ou seja, 120 a 129 bpm
Corrida leve: média de 75% a 80% da FCM. Ou seja, 139 a 148 bpm
Corrida moderada: média de 85% a 90% da FCM. Ou seja, 157 a 166 bpm
Corrida intensa: acima de 95% da FCM. Ou seja, 175 bpm

(Fonte IG Saúde)

O conceito Mulligan

Técnica de Mulligan

Técnica de Mulligan

O conceito Mulligan foi desenvolvido pelo Dr Brian Mulligan na década de 80 e trata-se de uma técnica de terapia manual que visa o reposicionamento articular.

Falhas posicionais limitam movimentos fisiológicos e causam dor, as técnicas do Conceito Mulligan foram desenvolvidas para reparar essas pequenas falhas. A terapia deve ser executada de forma indolor, se houver dor significa que a técnica não foi eficaz. Existem várias formas de se aplicar a técnica nos diferentes segmentos corporais, devendo sempre ser executada em posições anti-gravitacionais ou em movimento.

O Conceito Mulligan faz uso de técnicas que envolvem a combinação de uma mobilização articular acessória associada ao movimento fisiológico ativo. O resultado esperado é o alivio imediato da dor e o aumento do arco de movimento.

(Fonte: Instituto Mulligan do Brasil)

Vegetarianos levam desvantagem no esporte?

alimentação - frutas

O número de vegetarianos no mundo aumenta gradativamente, com cada vez mais adeptos do veganismo (aqueles que não consomem nenhum produto de origem animal) Mas os nutricionistas alertam que os seres humanos devem ingerir de forma equilibrada carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e água. A ausência de um desses grupos de nutrientes pode gerar um efeito negativo sobre a saúde.
As carnes vermelhas oferecem proteínas de alta qualidade, especialmente se o objetivo é fazer exercícios físicos e melhorar o rendimento atlético. Mas o que acontece com quem não come carne? Vegetarianos ou veganos conseguem obter o mesmo desempenho físico dos carnívoros?
A presença de atletas de elite em diferentes modalidades que se dizem vegetarianos ou veganos sugere que a resposta é ‘sim’.

Seja um maratonista, um ciclista ou um triatleta, cada atividade física exige diferentes tipos de dieta, explica a nutricionista esportiva Jo Scott-Dalgleish. “Tudo se resume a um bom equilíbrio entre carboidratos, proteínas e gorduras. Todos os três são necessários para compensar o uso de energia. Os carboidratos fornecem energia, enquanto as proteínas e as gorduras ajudam a recuperação dos músculos após o esforço”, diz.

Se nenhum tipo de carne é consumido, as proteínas podem ser obtidas a partir de produtos lácteos e ovos, mas se esses alimentos também não são consumidos, a dica é procurar alternativas em grãos, como feijão, grão de bico ou lentilha, que podem ser combinados com macarrão ou pão feito de farinha integral. Nozes e outras sementes também são boas fontes de proteína.

(Com informações do UOL/BBC)